A experiência de pensar em cidades melhores para se viver

Esses desenhos foram feitos ainda nos tempos da faculdade. Ao cumprir essa tarefa na disciplina de projeto urbano, isso há 5 ou 6 anos, percebi o quanto seria oportuno a promoção de algumas vias que privilegiassem os pedestres e os ciclistas na conexão de pontos geradores de pessoas. Neste caso, em Icaraí, a ideia era conectar o Campo de São Bento à Praia de Icaraí, dois espaços destinados ao lazer e entretenimento da cidade, localizados num bairro de alta densidade.

A escolha da Rua Otávio Carneiro se deve a sua localização estratégica, é óbvio, mas também porque trata-se de uma via que está fora do planejamento do sistema público de transporte de passageiros por ônibus da cidade.

As duas imagens retratam a maquete eletrônica demonstrando que a Rua Otávio Carneiro passaria por uma requalificação em suas calçadas, com a padronização dos pisos e o alargamento. Idealizamos também uma ciclovia. Seria permitido o tráfego de veículos para que fosse permitido o acesso aos edifícios.

Hoje, como arquiteto urbanista, estou assessorando o Vereador Alexandre Arraes (PSDB) na Câmara Municipal do Rio de Janeiro em relação aos assuntos urbanos da Cidade do Rio de Janeiro. Dentre os mais importantes projetos já apresentados pelo Vereador Alexandre Arraes relacionados diretamente a melhoria das condições dos espaços públicos da cidade estão: o Estatuto do Pedestre do Município do Rio de Janeiro e o projeto de lei que institui o Índice de Qualidade das Calçadas (IQC), metologia aplicada por pesquisadores do curso de Engenharia Urbana da Universidade de São Carlos – SP, testada neste município paulista.

Tive a oportunidade de conversar com a  subsecretária de Planejamento e Gestão Governamental da Prefeitura do Rio, Aspasia Camargo, ocasião em que apresentei a Indicação do Vereador Arraes para que o Plano Estratégico da Cidade do Rio de Janeiro 2017 – 2020 contemple, de forma objetiva, a implantação de rotas acessíveis na cidade, interligando pontos geradores de circulação de pessoas como terminais de passageiros e equipamentos públicos. Essa indicação contempla aspectos importantes da Lei Brasileira de Inclusão – Estatuto da Pessoa com Deficiência, lei federal nº 13.146/2015.

As imagens que ilustram esse post são bastante representativas, pois ilustram duas fases. A de estudante de arquitetura, do passado e agora como arquiteto, podendo militar efetivamente na construção de uma nova cena urbana, na segunda maior cidade do Brasil.

Certamente, essa experiência não seria possível se não fosse o compromisso do Vereador Alexandre Arraes que sempre militou, mesmo antes da assumir qualquer mandato eletivo, na construção de uma cidade mais democrática, uma cidade para todos.

Os desafios de transformação de nossas cidades é instigante. Toda experiência que venho adquirindo, dia a dia, tem me ajudado a aperfeiçoar os diversos projetos que tenho para implementar em Porciúncula.

tumblr_mgrxtc5owN1s3zdmko4_1280

Croqui – Entroncamento da Rua Otávio Carneiro com a Avenida Jornalista Alberto Francisco Torres (Praia de Icaraí)

tumblr_mgrxtc5owN1s3zdmko11_1280

Croqui – Entroncamento da Rua Otávio Carneiro com a Rua Gavião Peixoto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: