Obras paralisadas em Porciúncula. Quantas são, quais os motivos e desde quando estão paralisadas ou incompletas?

Uma das maiores críticas sofridas pelo governo da ex-prefeita Mirian Magda de Paula Porto estava relacionada a paralisação das obras do governo estadual em parceria com a prefeitura de Porciúncula. O foco maior sempre esteve sobre três praças da cidade: Praça Antonio Amado, Praça Santo Antonio e Praça Professor Manuel Duarte Coutinho.

Acontece que antes do governo da Mirian havia na cidade uma série de outras obras incompletas por motivos diversos. No bairro Santo Antonio, na parte mais alta, algumas casas populares. Na margem da RJ 230, sentido Tombos MG, uma ciclovia, sem contar as obras mais antigas como o Parque Cachoeirinha dentre outras.

Uma prefeitura não paralisa uma obra por conveniência política. Na maioria das vezes as obras são paralisadas por motivos financeiros ou jurídicos, a contragosto do gestor, que pelo contrário, gostaria de concluí-la para entregar à população como forma de prestar conta da sua atuação frente ao governo.

Problemas como este não são recentes. A construção da Quadra de Esportes Prefeito Ivon Mansur, foi idealizada e iniciada no governo do Prefeito Alaor Braz da Fonseca (eu tenho cópia da planta original), apesar de não constar nenhuma menção quanto ao fato na placa de inauguração, ocorrida anos depois.

Por uma questão judicial, o prefeito Alaor Braz da Fonseca não pôde inaugurar essa obra. O que ocorreu? A empresa que estava encarregada da construção do Ginásio Poliesportivo resolveu descumprir o projeto arquitetônico contratado, o que levou o prefeito a acionar judicialmente a empresa. Esse relato ouvi pessoalmente do ex-prefeito.

De fato, o projeto original diverge do que foi construído. Inclusive em relação a cobertura do ginásio, que pelo projeto original teria um pé direito mais alto.

Como esse tema de obras paralisadas foi insistentemente abordado durante os anos anteriores, com maior ênfase no recente período eleitoral, seria oportuno a divulgação de um dossiê, em nome da transparência, um inventário de todas as obras paralisadas no município, não apenas do governo anterior, mas de todos. Já que se falou com muita frequência sobre esse assunto, entendo que seja oportuno prestar esse esclarecimento à população.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: